25 de novembro de 2014

Como é voar de BOA na Bolívia?

Chegada ao Aeroporto de cobija

Eu (quem vos tira a foto rs) Tony, joão e minha mãe.

Ao planejarmos nossa viagem no último ano, encontrei pouquíssimas informações sobre a rota que queríamos – entrar pela Bolívia, e voltar pelo Peru. Fizemos várias pesquisas até descobrimos que em Cobija, cidade que faz fronteira com Brasiléia (cidade acriana) existe um aeroporto com voos regulares para as principais cidades bolivianas. Como a nossa viagem começou em Rio Branco, tivemos a força dos amigos acrianos, e responsáveis pelo Blog Peru via Acre, que inclusive, oferece este serviço de levá-lo(a) até o Aeroporto Internacional de Cobija.

site da boaCompra das passagens

Compramos as nossas passagens aéreas de Cobija à Santa Cruz de La Sierra por 1.588,00 bolivianos (valor para duas pessoas) com o nosso cartão de crédito, diretamente pelo site da BOA – Boliviana de Aviación, e quando chegamos ao aeroporto, descobrimos que o valor total, não incluía a taxa aeroportuária (11 bolivianos para cada um). Então, tivemos que desembolsá-la. Por isso, leve algum dinheiro em moeda local. Fizemos o câmbio da moeda – brasileira pela boliviana – com um funcionário do aeroporto que nos cobrou um valor um pouco acima da cotação do dia, isso por não ter uma casa de câmbio dentro do aeroporto.

balcão de checkin da BOA

Balcão de check-in da cia aérea.

Check-in

O processo de check-in não é um dos melhores; Mas, também há de se ponderar que nem é culpa da empresa em si, mas, pela pouca estrutura do aeroporto. Ele é pequeno, e possui número reduzido de guichês para o atendimento.  Próximo aos horários de partida dos voos, as filas são ainda maiores. Algo que requer de nós, um pouco de paciência.

Boa boliviana de aviación

Aeronave, momentos antes do processo de embarque.

Embarque

O processo de embarque foi tranquilo, apesar de um tanto demorado. Eles pegaram nossas passagens, e passaportes para checar, e logo em seguida pudemos seguir até o avião. Que estava estacionado no pátio. O avião decolou com um atraso de cerca de 40 minutos. Apesar dele não está lotado. A propósito, em momento algum durante a compra fui informado que faríamos uma escala em La Paz. Tivemos que descer da aeronave num frio terrível. E, fazer mais uma vez o processo de embarque. Entretanto, as pressas, aproveitamos para tentar sacar um pouco de dinheiro num daqueles caixas eletrônicos, mas, sem sucesso – e com uma baita preocupação – voltamos correndo para o portão de embarque, para seguimos viagem para Santa Cruz de La Sierra.

area interna da aeronaveO avião e o serviço de bordo!

O estado de conservação do avião era bom. Poltronas confortáveis, e espaço considerável entre o meu assento e a da frente. Pouco entendi o que o chefe da cabine falava, por conta do sistema de áudio da aeronave não ser bom – tipo um rádio “pato rouco”. Entretanto, já sabia todas as instruções de segurança, por tantos voos que já fiz.

serviço de bordo

Serviço de bordo!

O serviço de bordo foi simples. Apenas um pãozinho com patê, e uma pequena broa – que por sinal estava deliciosa – além do suco de pêssego (minha escolha!), maça, laranja, ou ainda, a opção de tomar um refrigerante.

Conclusão

Apesar de tudo, gostei muito de ter voado com a empresa boliviana. Sobretudo, pelos preços das passagens serem mais baixos que as oferecidas pela sua principal concorrente no mercado boliviano de aviação. Principalmente, quando não se tem muitas opções de voos saindo da cidade de Cobija.

E, você já voou com a BOA? Se sim, qual foi a sua experiência?

Vem com a gente, e se pluge!

Fanpage: Se Pluga no Mundo

Twitter: Se Pluga no Mundo

Receba o nosso conteúdo no seu e-mail. (É só colocar seu endereço de e-mail, e verificar a imagem! Você receberá um e-mail de confirmação, clique no link, e pronto, você será informado quando publicarmos um novo post!)

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!