4 de junho de 2013

Viagem de Ônibus: Impressões e experiências de viajar com sete empresas diferentes ao Peru.

riobranco3

Plataforma de embarque da Rodoviária Internacional do Rio Branco.

Provavelmente, você deve está se perguntando “Como é viajar com empresas de ônibus ao Peru, via Acre”? Não se “esquente”, porque fomos e voltamos para contar tudo! A propósito, já até falamos sobre: a novíssima Rodoviária Internacional de Rio Branco, e os gastos que tivemos com transporte (ônibus, táxi e ‘toktok’) entre a capital acriana, e a badalada e histórica Cusco, e cidade próxima, Arequipa. Além de termos escrito uma postagem com várias dicas de atividades para passar o tempo, e se distrair durante viagens muito longas, tal como essa que fizemos recentemente. As mais de 60h de viagem por via terrestre não nos desanimou em momento algum.

Sem mais delongas, o convido a conhecer nossas impressões e experiências em viajar com sete empresas de ônibus diferentes ao Peru:

realnorte1

Origem: Rio Branco Destino: Assis Brasil

Real Norte – Viajamos da cidade de Rio Branco à Assis Brasil (cidade, esta onde se encontra localizada a aduana brasileira), e não gostamos muito do estado de conservação do interior do ônibus. Entre elas: Poltronas desconfortáveis – uma inclinava, outra não – sistema de ventilação de teto do ônibus emperrada – durante o trajeto choveu forte, e não conseguíamos fechá-la totalmente, “pegamos” alguns chuviscos – e o que me irritava mais, eram as muitas paradas que fizermos para que as pessoas subissem e também seguissem viagem. Resultado… por pouco, não passaríamos pela fronteira brasileira – ela fecha às 19h30min. E, por esse motivo não poderíamos seguir viagem no mesmo dia à cidade de Puerto Maldonado.

palomino

Origem: Puerto Maldonado Destino: Cusco

Expresso Palomino – Me atrevo, a dizer “de cara” que essa foi a melhor empresa de ônibus que escolhemos nessa viagem ao Peru. Poltronas confortáveis, reclináveis, aquecedor e ar condicionado, tv com DVD, etc. Nela, há sempre um “comissário” a bordo nos auxiliando no que precisarmos. Eles oferecem serviço de bordo. Talvez, a refeição pudesse ser melhor pensada. Eles poderiam servir algo mais leve, e mais natural; na ocasião, nos serviram arroz, purê de batata, e uma carne meio ensopada, além de um copo de refrigerante. O resultado? Várias pessoas no ônibus passando mal, entre elas, minha mãe. Ela enjoou, eu só fiquei na ânsia – graças a Deus!

cial2

Origem: Cusco Destino: Arequipa

ExpresoCial – Compramos apenas as passagens de ida até Arequipa, quando ainda estávamos no Brasil. A propósito, eles possuem um site que te permite comprar as passagens, e pagando no cartão – à vista, ou seja, não é possível parcelar. E, logo ao chegarmos em Cusco compramos as passagens de volta. O estafe dessa empresa são atenciosos, e prestativos. Eles também trabalham com comissários, e possuem serviço a bordo. O lanche servido naquela ocasião foi uma gelatina – sem gosto, horrível –, uns biscoitos já embalados, uma bala, e café expresso.

carhuamayo1

Origem: Arequipa Destino: Cusco

CarhuaMayo – Por nós, teríamos voltado a Cusco, com a ExpresoCial (70 soles). Mas, por motivo desconhecido – a única justificativa plausível, foi não ter conseguido lotar o ônibus -, eles nos reacomodaram na CarhuaMayo (55 soles), e nos reembolsaram a diferença paga em dinheiro (15 soles por passagem). Logo após, o processo de embarque recebemos um pratinho com sanduiche com queijo, pacote de biscoitos, bala, e café expresso ou chá – não gosto de chá; preferi o café. Mas, minha preferência… me fez ficar com insônia. Por isso, acho que poderiam prestar mais atenção nas opções de refeições disponibilizadas ao passageiro. No mais, fizemos uma viagem tranquila.

mendivil3

Origem: Cusco Destino: Puerto Maldonado

Mendivil – já havíamos pesquisado passagens em todos os balcões localizados no térreo, e a maioria das empresas as vendiam a um valor que variava entre 70 a 80 soles. Após, ir ao banheiro masculino – que fica no primeiro andar do Terminal de Ônibus em Cusco – avistei o balcão da Mendivil, e fui perguntar se tinham passagens, e o quanto custavam (pra nossa surpresa, apenas 45 soles). Claro que, não serviam nenhuma refeição! Paguei baratíssimo, e por isso não esperava muito. Mas, até que gostei. Só, ficou a desejar na rapidez no processo de embarque, e na pontualidade. Demorou cerca de 40 minutos, entre estacionar na plataforma, checagem e acomodação dos passageiros, e resolver problema de ‘overbooking’. Apesar de tudo, chegamos em Puerto Maldonado, antes do horário previsto!

transacreana4

Origem: Brasiléia Destino: Rio Branco

TransAcreana – Já na fronteira, em Assis Brasil conseguimos fechar com um taxista, que nos deixasse na próxima cidade por 20,00 reais (fizemos uma boa barganha, porque, normalmente, se cobra esse valor por um passageiro) – ressalto que, os taxis por lá, são pagos por lotação, ou seja, cada passageiro paga um valor fixo. O percurso durou 1h30min, e logo ao chegarmos a – pequena – Rodoviária de Brasiléia, compramos nossas passagens para Rio Branco. Gostei da empresa, apesar de também ter alguns pontos a serem melhorados. Não fizemos muitas paradas na estrada, e chegamos no horário previsto.

Você também viajou de ônibus ao Peru? Então, conta para gente. Sou todo…. ouvidos. Comente!

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

10 Respostas para “Viagem de Ônibus: Impressões e experiências de viajar com sete empresas diferentes ao Peru.”