29 de outubro de 2012

Visite em Salvador: Museu da Gastronomia Baiana

Atualmente, tenho escrito muito sobre o que visitar no Centro Histórico de Salvador. Grande parte de vocês, já devem ter lido, algumas de nossas postagens da série “Visite em Salvador”. Quem sabe, aquela em que falamos sobre o Museu da Misericórdia, ou aquele artigo em que dividimos contigo a nossa experiência de ter visitado a Fundação Casa de Jorge Amado. Acredito que, você já deve ter observado o quanto sou apaixonado por esse antigo pedaço da capital baiana; bem como, deve ter visto vários motivos pelos quais, acho o Pelourinho, um capítulo a parte do Centro Histórico de Salvador.

Pois, bem! O Pelourinho é um lugar para se perder no tempo, e se encontrar na história. Só neste “cantinho” do centro histórico é possível encontrar um número expressivo de museus e igrejas que possuem grande representatividade nacional. Sendo todo esse acervo arquitetônico, cultural e histórico “acessível” a todos que tenham interesse – sem ao menos necessitar utilizar qualquer tipo de condução, que não sejam as suas próprias pernas.

Dentre os muitos museus que você encontrará em suas andanças pelas ruas de pedras irregulares, subidas e descidas, certamente, nenhum deles terá essa “pegada” gastronômica, como a que encontramos no Museu da Gastronomia Baiana.

Visão que temos do Museu de Gastronomia Baiana, a partir do Museu Fundação Casa de Jorge Amado.

Localizado na região do Pelourinho, próximo a Fundação Casa de Jorge Amado – mencionado anteriormente – e o Museu da Cidade. O museu gastronômico funciona em um dos três prédios do complexo do SENAC; uma das grandes referências na Bahia da gastronomia regional, e o primeiro do gênero na América Latina. O museu possui dois ambientes climatizados – uma ótima notícia para os turistas que vêm à cidade do Salvador na alta estação, período este, caracterizado pelo calor e sol forte – e consideravelmente, amplos.

Objetos utilizados na culinária baiana. Destaque, ao fundo, para os resquícios da muralha que cercava a cidade do Salvador no séc XVII.

No primeiro ambiente da amostra permanente do museu, iremos encontrar alguns objetos que têm relação com a gastronomia da região, como por exemplo, os vasos de barro, pilão, azeite de dendê e etc.

Além de, um painel fotográfico bem interessante com imagens e informações pertinentes acerca do por que, alguns alimentos hoje, levam um “sufixo”, como exemplo: Banana da Prata, Pimenta do Reino, Batata da Terra, entre outros.

Já no segundo espaço da exposição, o visitante terá à sua disposição cardápios fixos com algumas receitas e informações relacionadas às suas origens. Neste ambiente, ficará ainda mais visível a relação que a culinária baiana tem com a religião africana, bem como, a origem geográfica de tais alimentos. Mas, para além da relação dos objetos e a culinária o visitante terá a oportunidade de está diante – acredita-se – dos resquícios das muralhas das portas do Carmo, que cercavam, e consequentemente, protegia a cidade do Salvador no século XVII.

 Serviço:

Museu da Gastronomia Baiana

Onde: Praça José de Alencar, n° 13/19. Largo do Pelourinho.

Quando: De segunda à Sábado das 9h00min às 11h00min e das 12h às 17h.

Quanto: Gratuito

Site: http://www.ba.senac.br/museu/default.asp

Tel: (71) 3186-4000

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Uma Resposta para “Visite em Salvador: Museu da Gastronomia Baiana”