9 de agosto de 2012

Atrações do leste e oeste – Londres parte 3

Desde quando pode-se lembrar, Londres sempre foi alvo da mídia por concentrar astros famosos, cultura real e muito mais. Ao ver pela TV a quantidade de produções cinematográficas que tiveram a capital inglesa como cenário já ficamos fascinados com a sua beleza única, imagine então poder andar por esses cenários que nunca deixaram de fazer parte da rotina normal dos londrinos ou mesmo encontrar quem você sempre teve vontade de conhecer!

Agora que já nos acostumamos a olhar para a direita antes de atravessar a rua, vamos visitar um local que reúne muitas das celebridades que moram em Londres como Jim Carrey, George Clooney, Madonna, Barack Obama e muitos outros! Mas espere, eles não moram em Londres. Bom, isso não é o que diz o museu de cera “Madamme Tussauds” onde há um acervo enorme de esculturas feitas de cera em tamanho humano de vários famosos, burocratas ou pessoas ordinárias que do nada ficaram conhecidas. Para chegar até o museu, precisamos embarcar no metrô mais uma vez e seguir até a estação “baker street”.

Ao sair da estação, andaremos dois blocos à direita para então chegar ao ponto. Aproveite para visitar a Dorset Square localizada no sentido contrário do museu, não é muito famosa mais vale a pena uma foto. Nos arredores, veja também o centro de recreação e esportes da Universidade de Westminster que pode não ser tão interessante para visitar, mas pelo menos você esteve lá. Voltando ao museu, o valor da entrada varia dependendo do horário e dia que você deseja visitar e você pode comprar online através do site economizando assim algumas libras importantes e, deste modo, você poderá visitar todas as alas e tirar fotos com todas as esculturas. A arte é tão bem feita que muitas pessoas acharão que você de fato tirou uma foto com aquelas pessoas.

Todos conhecem a história do detetive britânico Sherlock Homes. Seus filmes são muito bem caracterizados e rodados também no Reino Unido. Vale muito a pena visitar o museu Sherlock Holmes que, apesar de pequeno oferece várias recordações importantes para quem é fã. E sem falar que tirar uma foto ao lado da sua estátua é também algo que não se pode deixar de fazer. A casa onde morava o detetive junto com o Dr. Watson virou o museu e o local é protegido pelo governo britânico pelo seu valor histórico e arquitetura. A visitação é permitida entre 9:30h e 16h e o valor a ser desembolsado é 6 LIBRAS para adulto e 4 LIBRAS criança. O museu fica localizado também nos arredores da estação “baker street” então é lógico que você deve aproveitar para visitar o detetive, mas isso “…é elementar, meu caro Watson”.

Além dos filmes sensacionalistas que mostram os pontos mais turísticos de Londres sendo destruídos, há também os filmes mais clássicos como “Um lugar chamado Notting Hill” (com Hugh Grant e Julia Roberts). O filme leva o nome de um bairro que agora ficou bastante famoso e, claro, vale muito a pena visitar. Você pode andar pela feira livre que ficou famosa depois de gravada a cena em que Will (um dos personagens principais) anda entre as pessoas na feira – que existe de verdade – passando pelas quatro estações do ano. Além disso, você pode visitar a Livraria que no filme pertencia ao protagonista e que também é uma livraria de verdade, a tão conhecida “The Travel Bookshop”, que funciona em horário comercial normal. Para chegar em Notting Hill basta ir de metrô até a estação que leva o nome do bairro. Nos arredores do mesmo, há alguns poucos albergues em conta, mas é necessário marcar antes e nada de tentar aventurar uma hospedagem de última hora, pois, estão sempre cheios.

Há em Londres também um local que ficou bastante conhecido pelos brasileiros por um motivo que não gostamos muito de lembrar, pois, foi onde o brasileiro Jean Charles foi morto pela polícia britânica. Hoje há uma espécie de memorial em homenagem a ele no muro externo da estação de metrô para onde ele correu quando a polícia deu voz de prisão para ele. Conversando com moradores locais, pode-se entender um pouco mais sobre o que de fato aconteceu. Infelizmente não é o único caso em que a polícia de Londres comete um engano, mas, também, não podemos só por causa disso transformar o brasileiro num herói, afinal, de contas, não é bem assim que os antecedentes deles nos mostram. Jean Charles era um brasileiro que assim como muitos outros sempre sonharam em conquistar a Europa. Ele sempre quis, como todos nós aqui, viajar por vários países e ganhar muito dinheiro trabalhando em terras estrangeiras. Ele escolheu Londres para isso e foi, de fato, uma boa escolha, mas infelizmente ele passou a trabalhar de forma ilegal no país e também se envolvia com falsificação de documentos para outros brasileiros conseguirem permanecer no país. Por conta disso ele se desesperou quando a polícia queria abordá-lo na rua e, com medo saiu correndo quando na verdade, os agentes da Scotland Yard apenas o tinham confundido com um dos acusados dos ataques terroristas em Londres. No local há algumas mensagens dizendo que ele era inocente e tudo mais e nós realmente lamentamos o acontecido, mas quando se pergunta a um londrino o que ele acha sobre o assunto, todos são unânimes em dizer que entende que foi um equívoco mas, por que, então, ele correu? – perguntam-se todos. Para chegar ao local você precisa ir até a estação Stockwell. Quem pretende viajar para Londres e entender um pouco mais do que aconteceu com o Jean Charles, eu recomendo que assistam o filme “Jean Charles” lançado em 2009.

Apesar da triste tragédia no bairro de Stockwell, o local é próprio para quem deseja se hospedar em alguma pensão, albergue ou mesmo hotel em Londres. Há vários em todas as ruas. A localização é um pouco afastada do centro mas é perto de várias outras atrações, então, vale a pena!

Você sem duvida irá notar que na cidade há poucas lixeiras espalhadas pelo local, mas nem por isso há lixo nas ruas. Mas o motivo disso é que o governo achou melhor evitar deixar fáceis pelas ruas locais onde supostos terroristas possam colocar bombas e causem alguma tragédia novamente. Nos últimos ataques, foram encontradas bombas dentro de lixeiras de metal que eram espalhadas por toda a cidade. Hoje, é difícil encontrar uma lixeira nas ruas, mas todas as pessoas levam consigo seu lixo até encontrar um local para depósito.

Se você assim como eu gosta de entender de verdade como é a vida nativa de uma nova cidade, sugiro então que visite uma feira livre de verdade em Londres. Há várias e a movimentação é mais de estrangeiros morando de forma legal ou não no país e é um lugar onde você pode encontrar qualquer coisa e a qualquer preço, falsificado ou não, há sempre réplicas perfeitas. É importante sair um pouco às vezes da área turística de qualquer lugar que você visite no mundo, pois, isso te dará a oportunidade de se sentir um morador dali de verdade, vivendo a modo de vida local de verdade, te dando uma experiência que talvez nenhum pacote turístico te dará. Sem falar que você vai poder provar iguarias que em nenhuma outra área de Londres seria possível. Não recomendo que se tenha essa experiência sozinho. O melhor mesmo é ir com alguém que já conheça a região.

Uma dessas feiras fica em Camden Town, um dos bairros mais boêmios de Londres e onde morava Amy Winehouse. O bairro é conhecido por ser um local onde as pessoas realmente não têm vergonha nem pudor algum de ser elas mesmas. As feiras ficam num lugar bem mais afastado, mas vale a pena uma boa caminhada por toda a região.

Em Londres fica também o relógio digital que marca o horário mundial, ou de onde todo o horário do mundo é baseado, quer seja para mais ou menos. Por exemplo, o horário de Brasília está a -3 horas do horário oficial de Londres. O nome do lugar é Greenwich. Trata-se do local exato onde o planeta é dividido entre leste e oeste, a saber, Meridiano de Greenwich. Há uma marca no chão do local indicando os dois lados da terra, então, você realmente pode tirar uma foto com um pé no leste e outro no oeste.

O local também oferece gratuitamente um tour pelo observatório que guarda várias curiosidades sobre o nosso universo, muito conhecimento bem como algumas pegadinhas, então, fique esperto ao entrar no observatório. E você também pode ter a emoção de tocar um dos objetos mais antigos do nosso planeta, um meteorito encontrado há muito tempo.

Além de todas as atrações e pontos turísticos oferecidos em Londres, há também as opções acessíveis em cidades próximas. Há trens e ônibus que fazem linhas turísticas diretas para outros lugares do Reino Unido que você também não pode deixar de visitar como a Stonehenge, localizada na planície de Salisbury e trata-se de um monumento megalítico datado da idade do bronze. Então, apesar de não ser em Londres, vale a pena uma visita de ida e volta no mesmo dia, tanto por que no local não haveria mais nada para fazer.

Londres é uma cidade muito agradável de visitar e os londrinos são super acostumados com estrangeiros. Esteja preparado para ser motivo de risos ou piadas, caso você fale inglês com referência americana. Tente ser um verdadeiro britânico enquanto aprecia todas as maravilhas que essa cidade nos oferece. Esteja sempre ligado nas praças mais famosas, pois, sempre há apresentações de dança, grito de guerra de algum time de Rugby ou mesmo música ao vivo. É bem comum encontrar buskers (músicos que tocam nas ruas) que contam com as contribuições voluntárias das pessoas. Se você tocar um instrumento, por que não tentar também? Mas não esqueça de pedir a autorização das autoridades, caso não queira pagar uma multa.

Sem dúvida, esta é uma cidade que te vai fazer querer voltar. E volte quantas vezes quiser. Com certeza cada visita vai te apresentar novas curiosidades e mais atrações. Deixe Londres surpreender você.

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!