24 de maio de 2012

Como foi o I° Salão Baiano de Turismo?

O salão baiano de turismo que aconteceu no Centro de Conversões de Salvador, e que também contou com mais uma edição da Feira da ABAV em paralelo ao evento. O Salão de turismo em Salvador serviu para consolidar mais uma vez, como também, mostrar a importância deste destino para o cenário nacional e internacional. O evento foi inaugurado pelo Governador Jaques Vagner, e pelo ministro de Turismo Gastão Vieira, que também contou com a presença do secretário de Turismo do Estado, Lionelli e do dirigente da EMBRATUR, Marco Lomanto.

Estivemos no segundo dia (18/05) do evento, e gostamos muito de tudo que vimos por lá. A começar pela palestra dada pelo Ricardo Moesch do Ministério de Turismo, que abordou vários aspectos e características acerca do (meio de hospedagem) “Cama e Café”, denominação para o internacionalmente conhecido, e bem difundido na Europa, “Bed and Breakfast”.

A abertura dos portões do pavilhão de feiras foi pontualmente às 14h. No ambiente encontramos stands com informações acerca dos diversos destinos turísticos da Bahia. Entre um e outro stand que visitávamos, não faltou aqueles que investissem numa atmosfera de imersão gastronômica e cultural. Em alguns stands, o visitante teve a oportunidade de experimentar: uma dose de licor, da uva, do beiju com carne seca, do café, produtos estes, referências de nossa região tanto nacional quanto internacionalmente.

As principais empresas do trade turístico marcaram presença durante os três dias do evento. Encontramos várias pessoas, entre elas: estudantes, agentes de viagens, guias de turismo, e comunidade geral. Mesmo com tantas pessoas reunidas no mesmo espaço, não era dificil saber o que os atraiam a feira, principalmente, pelo fato de que grande parte do público estava ali, principalmente, por dois motivos: descobrir e se atualizar.  Alguns aproveitaram a oportunidade para planejar a sua próxima viagem, quem sabe no São João, momento que o interior do estado é mais atraente; Outros, por trabalharem na area, foram em busca de informações para melhor venderem o destino aos seus clientes, e etc.

 Para quem quis acrescentar uma pequena pitada de aventura na sua passagem pelo salão de turismo, pôde sentir um pouco o que é praticar a escalada numa “plataforma” de no mínimo uns 10 metros de altura. Com toda a segurança, os visitantes puderam desfrutar da sensação de se estar escalando. Todos os equipamentos foram cedidos, tal como: sapatilhas, cadeirinha, cordas, capacete, mosquetões. Para aqueles que não quiseram se aventurar numa escalada, a apenas alguns metros dali, os visitantes puderam praticar o Golfe com lições e dicas de como iniciar-se no esporte.

Depois de tantas aventuras, interações e de ter percorrido cada pedaço do pavilhão da feira, fomos assistir a mesa-redonda sobre o tema “O viajante independente”, que contou com a mediação do Ricardo Freire do “Blog Viaje na Viagem”, e participação do espanhol, historiador Tony Gálvez do “Blog De viaje a Brasil”, e da jornalista britânica Alison McGowan do “Blog Hidden Pousadas”.

Você esteve no I° Salão Baiano de Turismo? Então compartilhe conosco as suas impressões nos comentários.

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!