19 de janeiro de 2012

O Intercambista e o Choque Cultural.

O que é? Quais as fases? Como lidar?

 

Provavelmente, você não saiba o que seja o choque cultural, e tão pouco que todos nós, ou grande parte dos brasileiros que vivenciam a experiência de fazer um intercâmbio ao exterior, passa por algumas das fase que compreendem o C.C. Antes de qualquer coisa é importante dizer que nem todos, passam por exatamente todas as etapas do C.C, já que somos indivíduos diferentes, um dos outros.

Mas, o que é?

Segundo verbete do Wikipédia, choque cultural refere-se a uma ansiedade e sentimentos (de surpresa, desorientação, incerteza, confusão mental, e etc). Sentido, quando as pessoas têm de operar dentro de uma diferente e desconhecida cultura, ou ambiente social. Após deixar o que era familiar para trás, as pessoas têm de encontrar o caminho em uma nova cultura que tem um modo de vida e uma mentalidade diferentes, tal quando em um país estrangeiro.

Quais as fases que a caracteriza?

Fase da lua de mel – é a fase que você tem bastante euforia, principalmente, por conta das expectativas criadas antes de vivenciar o seu intercâmbio no exterior. Esse primeiro contato, por muitas vezes, no começo se apresenta como algo interessante e novo para você, principalmente, no que se refere as novas amizades, e o novo lugar que você estar prestes a se inserir.

 

Fase da Frustração – é a fase que se tem a diminuição das perspectivas, tudo começa a parecer que está desandando, senti-se a falta de muitas coisas… tudo parece normal, toda aquela euforia inicial termina. No lugar dela, você sente ansiedade, um pouco de raiva, e saudade do país, de suas coisas, de sua família e etc. Não se espante, quando você rejeitar o ambiente, e tudo a sua volta, faz parte do processo. Por isso, é sempre bom pensar que, a culpa de você está assim, não é do país que lhe acolheu, mas, de você mesmo. É nesse momento que, o intercambista se torna mais vulnerável, e, é onde as decisões tomadas devem ser bem pensadas.

 

Fase da compreensão – é nessa fase que, você desenvolve uma visão mais equilibrada de suas experiências no exterior. É a partir daí, que você se torna mais familiarizado com a cultura, as pessoas, comida e língua, nessa fase, você já terá feito amigos, você terá menos saudades de casa, você estará mais confiável, e relaxado enquanto a sua nova vida, no exterior.

 

Fase de aclimatização – é nessa fase que você começar a sentir como se realmente pertencesse a seu novo ambiente. É nesse momento que você será capaz de comparar o bom e o mau do seu país de acolhimento, com o bom e o mau de sua pátria, além é claro, de se sentir menos estrangeiro, mas, como parte da sociedade.

Caso tenha interesse em continuar a leitura, sugiro que leia o texto em inglês. Gostaríamos muito receber seus comentários, acerca do intercâmbio e o choque Cultural, deixe o seu comentário.

 

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!