31 de janeiro de 2012

Alemanha – o porquê e dicas

Sou intercambista na Alemanha e tenho 17 anos. Seis meses antes de chegar aqui, decidi que queria fazer intercâmbio, mas não sabia pra onde; a minha única certeza era não ir para os EUA (nada contra quem escolhe ir pra lá).

Depois pensei em ir para a Inglaterra, ter sotaque britânico, mas descobri que é o intercâmbio mais caro. Então falei que queria ir para a Itália (aprender a gostar de pizza) ou França (sempre penso em um lugar mágico) e por algum motivo meus pais não deixaram. Comecei a pensar em outras possibilidades e meu irmão disse que a segunda língua depois do inglês para quem quer fazer engenharia é o alemão, eu disse: “porque não?”

E assim vem sendo o meu intercâmbio: porque não se arriscar?  se surpreender, rir das coisas que há um tempo eram sem graça, conhecer pessoas (anjos) na hora certa e lugar certo, andar tudo aquilo que nunca imaginou que andaria a sua vida inteira, descobrir que na hora do desespero você fala e pede ajuda, sabendo ou não falar a língua.

Pra quem deseja fazer um intercâmbio e ainda não tem certeza do destino, aqui vai o meu conselho: se você pensa em intercâmbio como filmes americanos, com armário, baile de formatura, líderes de torcida, refeitório gigantesco .. escolha os EUA; mas se você já tem um inglês bom, acha que consegue ficar "fluente" em um curso no exterior por 03 meses e está procurando algo diferente, não tem medo de se arriscar .. escolha outro país.

 

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!