27 de agosto de 2010

Um “parecer” sobre Sta Cruz De La Sierra

Hi puglados!

Todos pesquisam um pouco sobre a situação do país que vão morar ou já ouviu falar algo, e até mesmo alguma matéria em TV, internet, jornal e etc.

Se tratando da Bolívia o que você vai encontrar em uma dessas pesquisas é: “A Bolívia é um dos países mais pobres e menos desenvolvidos da America do sul” ou “A Bolívia vive numa precária situação econômica” o que é verdade. Muitas vezes colegas ou familiares me contatam, mencionando que assistiram matérias sobre o país em que vivo, e perguntam como você vive ai? Você gosta daí? Não é violento? Você já foi assaltado? Ou ainda, é perigoso, já teve guerra aí?

Sem o menor sensacionalismo ou pretensão de fazer uma imagem irreal de onde vivo, “não consigo acreditar” em certas coisas que escuto acerca desse tema, mas, eu sei que é verdade, entretanto as pessoas generalizam informações, fala-se sobre determinada região de um lugar (às vezes afastado dos centros urbanos), e os espectadores criam a imagem de que todo o país é assim; como no Brasil e em todos os países; aqui na Bolívia há lugares bons de viver, que contrastam com outros muito precários.

É fato que o país em questão é o mais pobre da America do sul, mas, o que poucos sabem é que a Bolívia tem crescido consideravelmente desde o inicio do governo Evo Morales. Bom, mas, minha função não é falar sobre política, eu quero falar sobre a cidade de Santa Cruz De La Sierra, onde moro há quase dois anos, com cerca de 1.756.926 habitantes, é a cidade mais populosa do país, seu crescimento demografico é o segundo mais rapido da America do sul.

Nesse tempo que vivo aqui, aprendi a valorizar o Brasil, mas, também a gostar dessa cidade, que, ao contrario do que pensam os desavisados não é tão perigosa quanto dizem, (tem seus perigos sim! Como toda “cidade grande”) nunca fui assaltado, nem meus colegas, saio a noite, vou a igreja, academia, tenho uma vida normal e não me sinto inseguro tão pouco ameçado; em relação a lazer há varias oportunidades para se divertir,  cinema, boliche, kart, pista de patinação, parques aquaticos, paint boll, parques naturais (abertos ao público), zoologico, bons restaurantes e lanchonetes, cassino, e muitas outras coisas, aqui também tem muitos shows, dos mais variados tipos e gostos, de todos mesmo, se você me entende.

A desigualdade social aqui é exorbitante, de um lado empresários e trabalhadores bem assalariados, em bons carros, e de outro, pobres desempregados vendendo refresco, pipoca, pasteis de forma precaria e até pouco higienica para sustentar uma familia grande. Apesar disso, o número de pedintes de esmola aqui é pequeno, comparado por exemplo a Salvador (cidade na qual resido, quando estou no Brasil). Algo que precisa melhorar e rápido é o saneamento básico, muitas áreas ainda estão a base de “fossas privadas”, outro aspecto que acho que muitos brasileiros se queixam é a higiene da população, exemplo, aqui nas vendinhas próximas a minha casa os comerciantes tinham o hábito de vender o pão sem ao menos um saco na mão, com a mesma mão que pegava o dinheiro pegava o pão, isso cabe a nós, que compramos, dar uns toques, sem ignôrancia, mas, com o intuito de concientiza-los do perigo.

Resumido EU, Lucas, acho bom, interessante viver aqui na cidade de Santa cruz De La Sierra, não sei em relação a outras cidades, mas, me gusta vivir acá, há muito o que melhorar, e tem melhorado, devemos contribuir com essa sociedade que nos acolhe, (a sua maneira, mas, nos acolhe), enfim, aqui é um dos melhores lugares pra se viver na Bolivia, por isso é chamada até de “las vegas da Bolivia”.

Texto de Lucas Da Apresentação dedicado a Noemi Varjão. Just call my name and i’ll be there

Pedimos que siga-nos no twitter www.twitter.com/sepluganomundo, como forma de prestigiar o nosso trabalho, e também como uma forma de estar atualizados quando uma nova matéria for postada aqui. E claro, não deixe enviar um comentário.

13 Respostas para “Um “parecer” sobre Sta Cruz De La Sierra”