27 de janeiro de 2010

Gastos de um mochilão

A arte de viajar com pouca grana é o mais enriquecedor em toda uma jornada.

Já havíamos pensado em ir para Santiago do Chile, mas nossas financia nos permitiram que chegássemos até Buenos Aires, cidade ao qual teríamos planos apenas de re-ver amigos, e visitar lugares ainda não visitados. Contudo, quando decidimos (eu e minha mãe) pegar nossas mochilas e ir para Buenos Aires, já sabíamos de fato que, não teríamos muito dinheiro para ficar esbanjando, e como em um acordo, ambas as partes decidimos fazer o que a alma aspirava, cair na estrada e viver o sentimento de estar longe de casa.

Veja também as impressões do Jornalista Fabio Schivartche, sobre Buenos Aires.

Se pensássemos no dinheiro que precisaríamos para nossa empreitada, não teríamos saído de casa, porque todos nós temos compromissos e responsabilidades que batem a nossa porta, as tais contas… de água, luz, plano de saúde; Elas não nos esperam… E quando tomamos a decisão de ir, o frio na barriga nos faz pensar em desistir, por pensar no que poderá nos acontecer, mesmo que, viaje com pouca grana, o segredo é economizar ao máximo durante os primeiros dias de viagem e deixar para gastar no final, por que é no fim que realmente saberá o quanto tem disponível e assim poderá gastar com algo especial, um jantar em um restaurante, ver alguma coisa que você tanto queria ver.

Sugiro um artigo, escrito pela Verônica Farias, sobre como ajuntar dinheiro para o seu primeiro mochilão.

Às vezes, as pessoas colocam na sua mente que você tem que ter bastante dinheiro para se divertir, claro que você com pouco dinheiro não fará o que uma pessoa que o possui, mas nada de deixar de viajar por não ter muito dinheiro. Você pode se diverti muito do seu modo em suas possibilidades financeiras. O melhor disso, é que conseguimos enriquecer o espírito com culturas desconhecidas, fatos inusitados, conhecendo o “desconhecido” da poltrona ao lado (no final, sabemos que o desconhecido é na verdade um grande amigo)… Com pouco dinheiro é que, sabemos até onde nossos limites vão, por que tudo estar bem quando se tem para gastar, e quando se tem o mínimo? O enriquecedor é saber que temos pouco, mas que nos permitimos viver esse momento, aproveitando as entradas gratuitas das inúmeras atrações turísticas que se pode existe em uma cidade turística ou não.

Dedico este a todos aqueles que desejam viajar, mas, que não “abrem mão” de deixar um ente querido em casa. Abaixo, todos os investimentos necessários antes e durante o MOCHILÃO.

Clique na postagem para continuar lendo.

Não houve necessidade de pagar hospedagem em nenhum dos destinos do nosso roteiro, por que utilizamos do estilo “COUCHSUFING” dos conhecidos, amigos e familiares nas cidades que estive.

OBS: Todos os preços abaixo são multiplicados por duas pessoas.

Passagens de Avião (GOL) R$: 554,48, Salvador-Rio de Janeiro;
Passagens de ônibus (ITAPEMIRIM) R$: 136,00, Rio de Janeiro – São Paulo;
Passagens de ônibus (EXPRESSO BRASILEIRO) R$ 125,00, São Paulo – Rio de Janeiro;
Passagens de ônibus (PLUMA) R$: 490,00, São Paulo-Buenos Aires;
Passagens de ônibus (PLUMA) R$: 476,80, Buenos Aires- São Paulo;
Lançamentos no Cartão Internacional: US$24,70 que convertidos em reais serão R$: 43,81 com a cotação do dia 14-01-2010.
Dinheiro total disponível em mãos para dispersas com transporte, alimentação e eventuais dispersas 200,00 reais.
Cambiamos os reais, na fronteira de Uruguaiana com a cotação de 0,55 com isso trocamos 80 reais, que nos renderam $: 145 pesos argentinos. Nos restaram R$:120,00 reais.

Preço total:

R$: 2039,29

Neste ano, gastamos o mínimo, e isso não quer dizer que não nos divertimos, por não ter embarcado com o uma quantidade maior disponivel. Contudo, é de suma importância mostrar-lhe que, este ano conseguirmos economizar cerca de 800,71 se comparado com o mochilão passado, e fizemos um investimento baixo, se comparado com uma agência de viagens e turismo. Quando decidimos cuidar de nossas próprias finanças e planejamos por conta própria o nosso roteiro (compra de passagens, reservas…), certamente a cada pesquisa, aprenderá e se permitirá a viver a sua viagem desde o ínicio.

Aproveitando, gostaria de convidá-los a seguir o Sepluganomundo.com no → Twitter

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!