9 de dezembro de 2009

O overbooking: Saiba mais!

Quem não lembra do Apagão aereo que aconteceu em 29 de setembro de 2006, em que houve a queda do voo 1907 da Gol? Com a queda do avião da Gol foram muitas vidas e com ele ficou mais evidente a forma com que as cias de aviação faziam para compensar o não comparecimento, de uma parte, dos passageiros de um mesmo voo, os chamados no-show (ausência ou não comparecimento).
O que aconteceu foi que as empresas ainda continuam a praticar demasiadamente o overbooking, não pensando e respeitando os passageiros, que são seu maior bem material e sua riqueza. Esses clientes chegam a ficar a exaustiva espera no salgão do aeroporto, esperando que os funcionários resolvam o seu problema, chegado a esperar mais que três horas.
Sugerimos a matéria escrita pelo Rodrigo Purisch, no site Aquela Passagem, sobre os direitos dos consumidores.

Contudo as coisas estão mudando pois o Overbooking poderá gerar indenização. Esse projeto voltado para o consumidor, mas que também penalizará com uma multa aqueles passageiros que não comparecerem. A multa cobrada pela cia aerea, será uma ótima estrategia para garantir a sua fatia do bolo.
Indenização
A vítima de overbooking terá direito a uma indenização (em dinheiro ou crédito em seu nome, a critério do passageiro) – paga imediatamente após a empresa negar o embarque – equivalente ao valor da tarifa sem descontos cobrada pelo trecho.
Compensação
Além da indenização, a empresa deve garantir ao passageiro o cumprimento do contrato de transporte aéreo (previsto no bilhete), em uma de três formas, a critério do consumidor: reembolso do valor pago pelo bilhete; endosso da passagem para outra companhia aérea; ou acomodação em voo equivalente para o mesmo destino que saia até quatro horas depois do horário original de embarque.
Atraso máximo
O projeto reduz o limite aceitável de atraso nos voos de quatro para duas horas, a partir das quais o passageiro poderá exigir indenização e, ainda, o reembolso ou a reacomodação em outro voo.
Ausência (no-show)
Usados pelas empresas para justificar a prática de overbooking, os casos de passageiros que não comparecerem para embarcar (os chamados no-show) poderão ser alvo de multas, a serem definidas no contrato de transporte entre a companhia e os passageiros.

Fique atento as mídias, e principalmente ao Se pluga no Mundo, fique mais plugado no mundo.

Administrador e Editor Geral do conteúdo do Blog. Graduado em Letras com Inglês, formação técnica em Turismo e Hotelaria, com certificação internacional pela International Cultural Center (ICC); É apaixonado pelo aprendizado de línguas estrangeiras. Fala Inglês e Espanhol. Adora viajar de forma independente, mas, sem dispensar a companhia de sua companheira, e sua grande admiradora, a mãe!

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!