29 de setembro de 2009

Mochilão: Dicas “do fundo do baú”.

(Em caminito, Buenos Aires,  Argentina)

Olá Pessoal,

A verdade é que não sei, quem pode estar lendo esse tópico, por isso, farei uma introdução para que se você ainda não saiba o que estarei tratado, possa entender-lo.

Obs: Para a Leitura, do conteúdo na integra é necessário clicar no título da matéria.

Falemos, sobre o que é o mochilão. Quando, pergunto a um amigo, ou até a um “desconhecido” o que a palavra é, eles simplesmente me olham com uma cara e responde “mochila grande”, porém,
a palavra mochilão possui uma carga significativa maior que, aquela que as pessoas empregam a ela.
Quem já, por um acaso, viu um “gringo” com aquelas mochilas enormes, as chamadas de mochila cargueira (chamada assim por muitos), mas que também foi apelidada de mochilão. Porém, para a palavra mochilão também podemos empregar um outro sentido, de uma viagem independente em que você mesmo é o seu próprio agente de viagens, seu próprio guia. O mochileiro (você) tem contato direto com a cultura, com a sociedade, e não resume a cidade apenas pelo que viu nos centros turísticos, ganhamos mais experiências a cada segundo. E o que caracterizou-se ao ponto de sermos chamados de mochileiros? Justamente somos chamados assim, por que levamos nas costa, não apenas um mochilão, mas as nossas experiências, e a nossa casa. Um roteiro nas mãos, mas na verdade, nem sabemos se ao fim realmente o seguiremos a risca até
o fim. 
Contudo, esta postagem tem como principal objetivo, relembrar algumas postagens que, foram publicadas há algum tempo, quando ainda estava começando a escrever, diga-se de passagem. Tratam-se de postagens interessantes, pois traz um ponto de vista iniciante das coisas, mas que é bem, principalmente para os aspirantes a mochileiros, que certamente gostaram de o ler, pois é uma linguagem que estar mais próxima a eles.
Entre elas, estar o custo do meu mochilão, que possui todos os gastos detalhados (para duas pessoas), que aconteceu na mesma epóca (Dezembro 2008 e Janeiro 2009) que estou planejando fazer o meu próximo
mochilão. O meu roteiro foi bem curtinho, mas que me fez ter a certeza que é possível sim, conhecer outros lugares, bastar planejar-se.

As vezes, não temos nenhuma idéia de por onde começar a organizar o mochilão, e não pode se esquecer do livro da Verônica Fárias, que tem muitas dicas sobre o tema, vale muito apena checar.

Então, aproveitem as nossas postagens, e ganhem um pouco mais de motivação para pegar a sua mochila, e colocar nas costas e sair pelo mundo.

Veja tambem:
Mochilar vs Profissão
Saiba como organizar seu mochilão
Albergues sinonimo de economia
Aprenda a colocar sua mochila cargueira
Mochileiro e alimentação
O primeiro livro sobre mochilão

Sem comentários até agora... Seja o primeiro a deixar uma resposta!